Espaço Cultural Porto Seguro

cadernos de campo: a cidade sem imagem

workshop
21.04 – sáb
das 14h às 18h


Como imaginar a cidade sem olhar? Esse encontro propõe um exercício de ampliação da nossa capacidade de compreensão do espaço da cidade e sua criação, por meio da supressão da visão como agente protagonista da imaginação.

De quantas maneiras é possível reconhecer uma cidade? Ao privilegiarmos a visão como base para apreensão do mundo ao nosso redor colocamos em segundo plano os outros sentidos - tato, olfato, audição e paladar. Com isso deixamos de lado também a ideia de que eles fazem parte da experiência urbana e que com isso nos auxiliam na construção das nossas próprias referências.

O exercício consistirá em realizar um percurso urbano orientado privado da visão e, a partir disso, realizar um relato da experiência aos demais participantes. A atividade será realizada em duplas a partir de roteiros preestabelecidos. A condução será orientada pela visão de parte do grupo, que em algum momento irá revelar a localização e inverter os papéis.

Ao final do exercício cada um descreverá a sua experiência ao restante do grupo, de modo a possibilitar que os outros compreendam o espaço em que ele esteve circulando. Somente após essa descrição lhe serão revelados os lugares visitados.

Helena Cavalheiro pesquisa e atua nas fronteiras entre arte, arquitetura e cidade. Graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS (Porto Alegre, 2008), desenvolve atualmente seu mestrado na FAU-USP. De 2012 a 2017, em associação com o escritório Metro Arquitetos desenvolveu projetos de expografia, arquitetura e desenho urbano, entre eles a Trigésima Bienal de Arte de São Paulo (2012-13), do Centro Aberto (2014), da nova Casa Triângulo (2016) e da reestruturação do Museu de Arte de São Paulo (2015 -16). Em 2017 entre outros realizou o projeto de arquitetura do Festival Plana no Pavilhão da Bienal, os projetos de arquitetura das exposições da 11ª Bienal de Arquitetura de São Paulo e o projeto da exposição Cumbica, do fotógrafo Tuca Vieira, realizada no terraço da Casa do Povo.


Sábado, 21 de abril
Das 14h às 18h

20 vagas
Inscrição gratuita pelo formulário. Caso o número de inscritos seja maior que o número de vagas, será feita uma seleção dos inscritos a partir de 2 de abril.
COMO CHEGAR:
  • Porto Seguro
  • Gemma Restaurante
  • Teatro Porto Seguro
©2018 Espaço Cultural Porto Seguro | Todos os direitos reservados