diálogos poéticos

atividade gratuita
27.03 e 17.04 – ter
das 19h30 às 21h


Série de encontros promove o diálogo entre especialistas e o público na elaboração de uma leitura crítica das obras da exposição. O intuito é oferecer critérios de aproximação do público com as obras de arte e assim promover não só o aprofundamento da experiência de fruição na exposição como também um desenvolvimento criativo e poético individual.


Abismo, com William Coelho

Abismo, com William Coelho

Terça, 27 de março, das 19h30 às 21h

“Abismo” (2017) é uma obra audiovisual de Carlos Garaicoa que aproxima a gestualidade teatral de Adolf Hitler presente em seus discursos com seu gosto pessoal pela música clássica. Nesta animação a imagem interage com os sons da melodia do solo de clarinete “Abismo dos pássaros”, de Olivier Messiaen, composto pelo músico francês no período em que esteve preso pelo regime nazista.

Neste encontro, o maestro William Coelho realiza uma análise da obra a partir de suas referências históricas e processos composicionais. Ele faz um contraponto entre o uso da imagens e dos sons na produção de um resultado simbólico provocativo entre a mímica retórica dos discursos políticos e a gestualidade comunicativa – e também retórica – de um regente de orquestra. Um panorama sobre os sons da música vanguardista do século 20.

William Coelho é doutorando e mestre em Musicologia e Bacharel em Regência pela ECA/USP. Foi bolsista de cursos como o Wind Conducting Symposium (University of Toronto), Academia de Regência da OSESP, Festival de Campos do Jordão e Laboratório de Regência da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Foi diretor do Conservatório de Alfenas-MG, regente do Coro da Universidade Federal de Alfenas e regente assistente do Coral e da Orquestra de Câmara da ECA/USP (OCAM). É professor de Canto Coral do Instituto de Artes da UNESP, de Harmonia e Percepção da Universidade Federal de Juiz de Fora/MG, de Regência Coral da pós-graduação da Faculdade Paulista de Artes. Autor do livro Guia Didático de Cordas do Projeto GURI, regente do Coral da UFJF e do Coral VivaVoz, regente convidado do Coro da OSESP e da Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP) e regente titular do Conjunto de Música Antiga da USP.

Inscrição gratuita

Fim de Silêncio, com Marie Ange Bordas

Terça, 10 de abril, das 19h30 às 21h

“Fim de silêncio” (2017) é uma instalação do artista Carlos Garaicoa que recria o ambiente urbano das calçadas comerciais da cidade de Havana. Uma experiência sensorial e de linguagem que apresenta as frases e nomes das lojas bordados em tapetes, criando uma poética urbana inusitada que alude à história da capital de Cuba.

Fim de Silêncio, com Marie Ange Bordas

Garaicoa subverte a experiência das esferas pública-privada ao utilizar mensagens presentes nas ruas em um elemento comum a ambientes internos, os tapetes – sobre os quais o público pode caminhar. Neste encontro, a artista Marie Ange Bordas faz uma visita ao trabalho de Garaicoa, traçando pontes entre sua própria prática artística em diferentes partes do mundo e as cartografias afetivas propostas pelo artista cubano.

Marie Ange Bordas é artista plástica, pesquisadora e educadora. Desde 2000 trabalha internacionalmente na criação de projetos colaborativos de arte e mídia, enfatizando o cruzamento de linguagens e poéticas para construir processos criativos e críticos, adaptados aos contextos, saberes e fazeres locais. Debruçando-se sobre temáticas sócio-políticas (culturas tradicionais, deslocamentos, territorialidade) e paradigmas existenciais (memória, identidade em trânsito, perda) busca articular experiências pessoais e implicações sociais através da criação de ambientes instalativos, vídeos, paisagens sonoras e livros.

Inscrição gratuita

Partitura, com Carlinhos Antunes

Partitura, com Carlinhos Antunes

Terça, 17 de abril, das 19h30 às 21h

“Partitura” (2017) é uma instalação do artista Carlos Garaicoa, fruto de sua relação com diversos músicos de rua e compositores das cidades de Madri e Bilbao. A composição final é o resultado da paisagem musical destas cidades executada por instrumentos de sopro, cordas, percussão e cantores, numa orquestração urbana dos sons imprevisíveis da urbe.

Neste encontro, o músico Carlinhos Antunes faz uma análise da instalação musical de Carlos Garaicoa, apresentando parte do contexto político e histórico em que ela foi concebida e traçando a relação entre os elementos musicais que compõe uma linguagem imbricada de tradições de diversas origens.

Carlinhos Antunes é músico multi-instrumentista. É brasileiro e morou e tocou na Espanha. É responsável por projetos musicais como a Orquestra Mediterrânea e a Orquestra Mundana Refugi, ambos colocando em contato músicos de diferentes culturas partes do mundo em busca de uma afinidade musical nômade.

Inscrição gratuita
COMO CHEGAR:
  • Porto Seguro
  • Gemma Restaurante
  • Teatro Porto Seguro
©2018 Espaço Cultural Porto Seguro | Todos os direitos reservados