Espaço Cultural Porto Seguro

Imago

dança
19.10 – sáb
às 16h


O bailarino Maurício Flórez Raigoza faz uma apresentação-solo de dança a partir dos encontros e da visão de Carlos Moreira sobre a fotografia de rua. A experiência corporal será apresentada no ambiente da exposição em cartaz “Retrospectiva Carlos Moreira - Wrong so Well”, em meio ao ensaio fotográfico feito por Carlos em Buenos Aires. A pesquisa é fruto que o corpo exprime sensações que emergem do encontro de Maurício com o fotógrafo. O experimento coreográfico se dá em continuidade à sua investigação mais recente, o espetáculo “UM”, que teve seu processo criativo acompanhado por Carlos Moreira e no qual ambos aproximaram a experiência física e artística da fotografia de rua com a dança.

A partir das suas anotações das aulas com Carlos Moreira sobre história e linguagem da fotografia, Maurício Flórez explora algumas ideias que se repetem nas falas de Carlos e das quais o bailarino tem sem apropriado para construir uma experiência de dança. A fotografia se torna dispositivo de intensidades e estados corporais, evocando a vivência do fotógrafo em relação à rua, suas atmosferas e figuras. Também são objeto de pesquisa as relações de caráter mais metafísico que aparecem na prática da fotografia de rua, a exemplo de determinados estados físicos que se geram para dar o clique, além da ideia de se transformar em outro, fruto do contato com as personagens da cidade e suas histórias “inventadas” pelo fotógrafo.

“Imago” é um exercício de composição em que Maurício cria um corpo fantasma, um corpo que pulsa e se desloca suave e delicadamente pelo espaço, atraindo e fascinando o olhar, em busca de uma certa beleza que habita o lugar onde luz e escuridão se encontram. Um corpo que flutua pela cidade mergulhando em formas, volumes e proporções, um corpo disponível para o encontro com as atmosferas e o acaso, um corpo invisível que captura instantes do tempo sem ser percebido, um corpo sinuoso, misterioso e solitário, um corpo que dança.

Mauricio Flórez Raigoza é bailarino. Colombiano, nascido em Medellín, é formado em dança pela Universidad de Antioquia (Medellín). Atualmente reside em São Paulo e integra, como intérprete, o núcleo artístico da Key Zetta e Cia, com direção de Key Sawao e Ricardo Iazzetta. Também participa, como convidado, da Jam 1mm of all that, com direção de Cristian Duarte, e da performance “Árvores”, de Clarice Lima. Trabalhou com a Cia. Perversos Polimorfos nas obras “Imagem-Nua e Outros Contos” (2013) e “Ânsia” (2014).


Sábado, 19 de outubro, às 16h
Atividade gratuita, sem necessidade de inscrição prévia.

COMO CHEGAR:
  • Porto Seguro
  • Gemma Restaurante
  • Teatro Porto Seguro
©2018 Espaço Cultural Porto Seguro | Todos os direitos reservados