Espaço Cultural Porto Seguro

literaturas infinitas: a escrita poética e o tempo

oficina
19.3 a 21.3 – ter a qui
encerrado

Pode o autor ser como um artesão que abarca o tempo pela sua escrita? A oficina com a artista Elida Tessler retoma a pergunta que motiva a aproximação entre textos literários e produções artísticas contemporâneas, com foco para as relações entre artes visuais, a literatura e a vida cotidiana.

A partir da leitura em voz alta de trechos de obras de James Joyce, Marcel Proust, Georges Perec e também de poetas brasileiros como Manoel Ricardo de Lima e João Cabral de Melo Neto, o curso propõe a prática de uma escrita criativa e autoral. Para incrementar a experiência de proximidade entre palavras e imagens associadas ao tempo que passa em fluxo contínuo, está prevista uma caminhada nos arredores do Espaço Cultural Porto Seguro, com exercícios de percepção e registro de elementos do cotidiano. Desta forma, haverá a oportunidade de ver e analisar a representatividade do tempo como elemento constitutivo da narrativa, seja ela visual ou textual.


Encontro 1) Jorge Luis Borges:
os personagens que escrevem o mundo; uma babel de bibliotecas, antologias e enciclopédias [“A biblioteca de Babel” e outros contos].

Encontro 1) Notar o notável, admirar o admirável
Leitura em voz alta de trechos do livro “Espécies de espaços” de Georges Perec; da biografia à bibliografia: os aspectos da atividade do autor como um artesão que abarca o tempo pela sua escrita; breve visita à biblioteca de Alberto Manguel; algumas aproximações entre textos literários e trabalhos artísticos.

Encontro 2) Diáfano dia:
Feche os olhos e veja – Leitura em voz alta de trechos do livro “Ulisses” de James Joyce; saída para a rua: o desenho da cidade e a escrita em fluxo; projeção de imagens: outras aproximações entre textos literários e trabalhos artísticos.

Encontro 3) De tempos em tempos:
o lugar da palavra na arte e na literatura – Leitura em voz alta de trechos do livro “Em busca do tempo perdido” de Marcel Proust; breve visita à geografia aérea de Manoel Ricardo de Lima; conversas fiadas: exercício de escrita como registro da memória visual; encerramento: leituras e literaturas infinitas. Apresentação de textos dos alunos.


Elida Tessler é artista plástica. Foi professora do Departamento de Artes Visuais e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Realizou doutorado em História da Arte Contemporânea na Université de Paris I - Panthéon-Sorbonne (França), onde residiu de 1988 a 1993. Entre 2009 e 2010, realizou o Pós-Doutorado na EHESS-Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales e junto ao Centro de Filosofia da Arte - UFR de Philosophie - Université de Paris I- Panthéon – Sorbonne. Foi pesquisadora do CNPq, e vem desenvolvendo sua pesquisa em torno das questões que envolvem arte e literatura, relacionando a palavra escrita à imagem visual.


3 encontros
Terça a quinta, 19 a 21 de março, das 10h às 13h
15 vagas
COMO CHEGAR:
  • Porto Seguro
  • Gemma Restaurante
  • Teatro Porto Seguro
©2018 Espaço Cultural Porto Seguro | Todos os direitos reservados